É a pauta dos governantes no Brasil, porque é a pauta do povo brasileiro. A Reforma Política é um processo de reformulação das formas, métodos, maneiras de como se elegem os representantes do povo e como esses atuarão depois de eleitos. Nesta série de 5 artigos vou explicar brevemente como funciona a representação e o governo na Espanha, na França, no Reino Unido e nos Estados Unidos, de modo que uma breve análise de cada país seja publicada por dia e no último artigo farei a conclusão com os comentários que me enviarem e considerações.

Objetivo apenas ampliar os horizontes quanto às formas de governo e participação popular e não um estudo aprofundado de cada país.

QUER APRENDER MAIS SOBRE GESTÃO PÚBLICA?

O Reino da Espanha

A Espanha possui pouco mais de 40 milhões de habitantes e vive sob a atual Constituição desde 1978. É uma monarquia parlamentarista. O rei Juan Carlos é o chefe de Estado.

Nas eleições legislativas, o líder do partido majoritário ou da coalizão majoritária é conduzido pelo rei à presidência do governo ou é nomeado primeiro-ministro (usam os dois termos), desde que a Assembléia Nacional aprove. São indicados pelo rei também 3 vice-presidentes, também como resultado das eleições legislativas, que ocupam três ministérios:

O primeiro vice-presidente ocupa o Ministério da Presidência (como a Casa Civil no Brasil).

O segundo vice-presidente ocupa o Ministério da Economia e Finanças (Ministério da Fazenda no Brasil)

O terceiro vice-presidente ocupa o Ministério de Assuntos Regionais.

O Poder Legislativo é bicameral e chamam de “cortes gerais” e o mandato dos representantes é de 4 anos.

A câmara baixa, o Congresso dos Deputados é composto por 350 deputados – 1 para cada 114 mil habitantes contra 1 para 350 mil habitantes no Brasil. Lá eles são eleitos por votação popular, mas vota-se no PARTIDO e não no candidato. Os candidatos são listados pelos partidos por província e estes são escolhidos por representação proporcional por circunscrição proporcional.

A câmara alta é o Senado e é composto por 259 membros. 208 são eleitos pelo voto direto nos partidos, igualmente aos deputados, por lista e partido. Os outros 51 senadores são designados pelos órgãos regionais.

Em nível municipal a Assembléia dos Vereadores (nossa Câmara Municipal) é que elege o prefeito e vice-prefeito. A complexo assembléia+prefeito+vice são chamadas ayuntamiento

Sobre o financiamento de campanha não encontrei material confiável, mas por notícias e alguns textos, percebi que é bastante parecido com o do Brasil, é misto. Por tanto, empresas privadas podem financiar campanhas políticas e também o próprio Estado que destina um montante de recursos para cada partido na proporção de sua votação anterior.

Gostou? Muita gente não sabe dessas informações, compartilhe!

Deixe uma pergunta (ou resposta ou crítica!)